Notícias

Van Damme relembra os 25 anos de Street Fighter: The Movie (Game)


Nesta última Terça (30) o astro do cinema, Jean Claude Van Damme, relembrou os 25 anos em que participou das digitalizações do jogo Street Fighter: The Movie para os Arcades.


A postagem em seu perfil oficial no Twitter logo viralizou com mais de 3.000 compartilhamentos contados desde então (até o fim desta matéria, contabilizou 6.400). Com diversos depoimentos, entre lembranças e brincadeiras com figuras animadas, dos fãs e seguidores do ator.

O jogo fez pouco sucesso e logo os jogadores voltaram a correr pro tradicional Street Fighter II: Champion Edition. No mesmo ano, o título foi logo substituído pela arma dos japoneses: Street Fighter Zero.

Assim como o Street Fighter II: The World Warrior para o Super Nintendo, Street Fighter: The Movie é mais lembrado pela sua conversão para o PlayStation em 1996, simultaneamente lançado para o Saturn – ambas as versões são originalmente intituladas como Street Fighter: Real Battle on Film. Nesta época, a popularidade dos Arcades diminuía a medida do avanço da tecnologia dos videogames caseiros. Após quase 2 anos de lançamento, o PlayStation já estava conquistando a sua futura e grandiosa popularidade no mundo, não só como um console mas também como uma potencial marca na história dos videogames para as novas gerações.

É inegável dizer que, apesar da pouca popularidade da versão para Arcade, o jogo original teve a sua importância para as transformações encontradas nos jogos da série e de suas participações junto a outras marcas, como a série Marvel v.s. Capcom.

Quem estiver interessado em conferir tudo sobre os bastidores desse jogo, entre o antes e depois com biografia do elenco e depoimentos do desenvolvedor, Alan Noon, e o seu impressionante início até a criação do jogo, a relação com os atores e as dificuldades, vale conferir essa série de artigos, aqui, aqui e aqui – esse último, com o depoimento de um figurante que participou de um dos cenários do jogo. Além das análises que diferem a versão dos Arcades e a versão dos consoles (Sony PlayStation e Sega Saturn), partes 1, 2, 3 e 4 lá no SDMR.

Vale ainda lembrar, que fomos convidados a participar do especial ao vivo ” A Capcom no Brasil ” do Canal Warpzone, realizado no mês passado. Ao lado de Sílvio Puertas, ex-gerente de Marketing da Romstar do Brasil/ Capcom, Relembramos a chegada do filme e da máquina no Brasil, incluindo toda a sua divulgação promocional junto a explosão da marca Street Fighter entre 1993 e 1995. Ainda em 95, a marca ficou bastante associada ao logotipo do filme nos eventos junto a campanha Sukita Adventure e outras parcerias.

E a segunda parte ocorre agora no dia 10 de Julho (próxima Sexta) com a presença daquele que poderíamos considerar como o primeiro jogador profissional de Street Fighter no Brasil, Mitikazu. ” Trabalhei na Capcom ” será mais um especial ao vivo imperdível para os entusiastas que apreciam a história dos videogames do país.

Por: Arildo “Mestre Ryu” Ricardo